Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As birras da mãe

Venturas e desventuras de uma tripeira que rumou a sul. As histórias da filha, da mulher e da mãe.

Relembrando o dia das matriculas

IMG_1579.jpeg

 

Estava aqui a fazer-vos um texto todo bonitinho sobre o sítio onde fomos passar o último fim de semana (quem ler assim até pode ficar a pensar que passeamos muito NOT, mas pronto o camandro do pc resolveu atualizar sem eu ter gravado o texto e adivinhem lá.... Escafedeu-se!! Bonito serviço! ARGGGGG!)

Assim, andava eu aqui a esgravatar na pasta dos rascunhos, sim que sou uma gaja muito desorganizada mas tenho uma pasta dos rascunhos, e encontrei esta pérola que é só mais um "dia no parque" mas que poderia ter significado que a Madalena não estivesse agora na escola onde está e que todos, principalmente ela, adoramos. Por isso cá vai:

"O Mateus acordou-me antes do despertador tocar. 

Desde que nasceu a Madalena, nuuuuuunca mais precisei de despertador mas, como a esperança é a última a morrer, continuo a programa-lo religiosamente não vá dar-se o milagre de darumaabébiaàmãe.

Dei mama ao Mateus, levantei-me e depois de uma visita rápida à casa de banho, passei à cozinha para arranjar as nossas (minha e do Mateus) marmitas... Se fosse uma gaja organizada estavam prontas de véspera e talvez o dia não tivesse descambado logo ali mas se há finais de dia em que não consigo raciocinar e mal consigo arrastar-me até à cama por isso era preciso preparar os almoços e os lanches... Abro o frigorífico e dei-me conta que o Tico (um dos meus dois neurónios) não se apercebeu quando serviu a sopa ao jantar que já não havia mais para o garoto levar, por isso são cerca de 6:45 e o Teco grita em plenos pulmões, como que a soar o alarme: TEM DE SE FAZER SOPA, MERDA!! Descasquei e lavei uns legumes à pressa, "botei" e programei a minha melhor amiga e lá a deixei a fazer a sopa do baby enquanto me enfiei debaixo do duche em contra-relógio e toda a minha boa gente ainda dormia (sim que o mister Mateus mamou e rebolou para o lado a ressonar baixinho).

Saio da casa de banho, sem que tenha havido tempo para se formar uma nuvem de fumo, visto-me, acorda o pai, acordo a filha, arranjo a filha (visto, dou pequeno almoço sempre em modo claque: "come Nena. Mais uma colher, Nena. Olha que nos vamos atrasar..."), acordo e arranjo o filho, enquanto o pai vai ver do cão (recorrentemente ainda me sai no plural...). Trituro a sopa, coloco em caixas individuais e ponho de fora da janela rosnando "têm 5 minutos para arrefecer - é bom que se despachem - sabes que deves estar a ficar biruta quando tentas intimidar a sopa para arrefecer ao ritmo que precisas para a poderes mandar na mesma bolsa onde vai a papa e o leite materno. Claro que a sopa cagou em mim e tive de a mandar à parte... Boa!!! Só mais um saquinho para carregar em Sherpa style :D

Saímos os quatro de casa, um pouco antes das 8. Garotos no carro do pai, beijocas a todos ("é de mim ou o Mateus estava quente? Deve ser impressão...") que trabalha perto da escolinha deles, e aí vai ela estrada fora, atrás do prejuízo. Chega às imediações do trabalho mais que a tempo que o trânsito está a gozar os Santos mas tem de dar quinhentas voltinhas para estacionar num sítio que não esteja prendado pelos bilhetinhos da EMEL, a fofi! Carro estacionado, bora calcorrear pouco menos de 1 kilhómetro (como diria o outro). Ufa! Já cá estamos!

Manhã passa à velocidade luz, à hora de almoço , o único momento do dia que tenho só para mim. A bem da verdade, tenho de dividir a hora com a bomba de tirar leite para os lanches do petiz, mas vá... enquanto o faço posso passar os olhos pelas redes sociais e ver quem é que odiamos hoje.

De repente, lembramos-nos de uma tarefa que delegamos no pai, cujo prazo termina precisamente hoje. Hummmm... ele nunca mais disse nada sobre isto.... Estranho... Será que se esqueceu de entregar a matricula na escola pública? Nã.... Ainda na segunda reforcei que estava a acabar o prazo, ele tratou de certeza... O espírito santo de orelha sopra "é melhor confirmar, porque senão só para o ano...."

Claro que.... trrrrrrrrrrrr (rufos do tambor).......se esqueceu! PORRA! "Nunca mais me lembraste..." diz enfiado. Olha que é preciso ter lata, ainda segunda te disse que era melhor ires quinta não fosse faltar alguma coisa. Grrrrrrrr

A hora de almoço que era nossa e da bomba passa a ser da neura também. AHHHHH CA NERVOS....

Pra boss: "Olha, vou ter de sair mais cedo uns 20 minutos porque tenho de entregar a matricula da Nena, que tinha delegado ao meu marido blá blá blá, e a papelada está em casa (ao menos isso)".

Faz-se o que falta e sai-se a correr com os calcanhares a bater no rabo, como diria a minha avózinha, e mais um kilhómetro. ARRANCA pra casa, apanha papeis, corre prá sede de agrupamento e entra-se na secretaria onde 3 pares de olhos nos fulminam. Faltam 7 minutos para fechar... CARAI.... cheguei a horas... Um dos pares de olhos atira um mal disposto de "em que é que posso ajudar? Ótuquedeixastudopraúltima" e eu apeteceu-me dizer, olhe são 3 peitos de frango em bifes, o que é que acha? Mas achei melhor não cutucar a onça... Devolvi um timido "é pra inscrição da pré"... Revira os olhos e diz pramigadolado "tem três anos?! Mais uma que vem gastar papel!" (Juro por tudo que estive pra lhe ir aos fagotes mas depois ela era capaz de não não aceitar a matricula... E nem sequer fiz questão de lhe ir dizer que "afinal, o papel não foi gasto em vão que elaentrouohgordurosa!" Que eu tenho este ar mauzão mas depois não sou capaz de fazer mal a uma mosca :P)

Está a senhora "bem disposta" (que é para não dizer MF - um dia explico-vos o que significa) a verificar se os papéis estão todos e toca o telefone, olho pro visor: é da escola!! Falha-me aquele batimento cardíaco, que falta a todas as mães quando lhes ligam da escola. "Oh mãe, só para dizer que o Mateus está com febre".

AHHHHH só me faltava mais esta hoje, foda-se! FODA-SE!"

Pronto o rascunho acaba aqui, não faço puto de ideia do que aconteceu a seguir porque depois da maternidade e da falta de horas de sono fiquei mais desmemoriada que a Dori mas diria que acabamos o dia em lavagens nasais, nebulizações e birras dos três (da Nena, do Mateus e principalmente minhas).

Pelo menos havia sopa :P já não faltava tudo!!

Fotografia do desenho a minha mini Picasso que está no cabide da salinha <3

(prometo vir falar-vos do spot espetacular para passar uns dias com os putos, mas ao que parece o cosmos ainda não quer que seja hoje =D)

 

 

1 comentário

Comentar post